Teste Comparativo de Blu-Ray Players – What Hi-Fi

A excelente publicação inglesa, What Hi-Fi, em sua edição de agosto de 2011 (sempre sai adiantada), publicou um teste (review) comparativo entre alguns importantes players de blu-ray disponíveis no mercado europeu.
Veja o resultado deste comparativo.

O teste realizado pela publicação reuniu os seguintes aparelhos:
– Arcam BDP100
– Cambridge Audio 751BD
– Marantz UD7006
– Oppo BDP-95EU

Estes modelos pertencem a uma classe superior de equipamentos, de alta fidelidade de imagem e som, e os preços também se encontram num patamar mais elevado. Neste caso, variando entre 800 e 1.000 libras.

Seguem alguns comentários do teste antes de apresentarmos o veredito publicado pela What Hi-Fi.

Arcam BDP100
O modelo mais caro comprovou o que já afirmamos aqui há algum tempo, que nem sempre o produto mais caro é o melhor. Custando 200 libras a mais que o mais barato (e o vencedor do grupo), o modelo da Arcam conquistou apenas 3 estrelas.
Ausência de recurso 3D e outras limitações menores o afastou dos líderes deste teste. Sua qualidade de imagem, porém, recebeu elogios.

Cambridge Audio 751BD
A Cambridge sempre se destaca pela excelente qualidade de seus produtos, e o seu player de BD mantém a tradição.
A qualidade de imagem foi muito elogiada

Oppo BDP-95EU
O modelo da Oppo com a terminação “EU” é exclusivo para o mercado europeu, e segue o mesmo padrão do modelo americano (na verdade todos são fabricados na China).
Também apresentou uma ótima qualidade de imagem, ficando atrás no áudio, que se mostrou menos  impactante que os seus rivais no teste.

Marantz UD-7006
O grande vencedor do teste. Som e imagens perfeitas, com excelente detalhamento e dinâmica. O recurso 3D também apresentou ótimo resultado, tudo isso ainda aliado a excelente qualidade de reprodução de CD, SACD e DVD Audio, o que o qualifica como modelo universal para o mercado hi-end.

Comentários do Hi-Fi Planet
Já tive a oportunidade de testar tanto o modelo da Oppo (recentemente) como  o da Marantz, este último o que adotei como referência em meu sistema (existem modelos ainda superiores deste fabricante).
Ainda acho que a Marantz continua oferecendo os players de BD mais equilibrados do mercado. Na faixa de players mais sofisticados, os modelos da Marantz sempre foram minhas recomendações, e numa faixa mais acessível de excelentes aparelhos, costumo indicar os modelos da Sony, pela  alta compatibilidade e qualidade de imagens (principalmente de alguns ótimos modelos disponíveis no mercado estrangeiro).
Os produtos da Marantz se destacam sempre pela excelente contrução, bem acabada e robusta, e pelo desempenho digno de produtos do melhor nível tecnológico.

Todos os modelos aqui testados são universais, mas diferem num ou noutro recurso. Por isso, na hora da compra, é importante observar atentamente o modelo que melhor atenderá às suas necessidades.

Sou da opinião que equipamentos devem ser dedicados. Claro que os modelos apresentados aqui conseguiram se mostrar bastante versáteis. Porém, minha opinião é de que um player de blu-ray deve ser dedicado à esta função. Reproduzir outros formatos de áudio deveria ser feito sempre com selecionados modelos dedicados, que percebo ser a regra para se obter sempre o melhor resultado.
Mas, os modelos testados aqui podem ser utilizados como “universais”, para compor um sistema simplificado.

O modelo da Arcam foi uma decepção, pois o fabricante consegue fazer  bem melhor do que isso, como tem feito com seus receivers e players de CD e SACD, referências mundiais. Porém, a durabilidade dos produtos da Arcam é inquestionável, e raramente apresentam qualquer defeito durante toda a sua vida útil.

A Cambridge Audio segue em sua rota de sucesso, produzindo excelentes equipamentos por preços competitivos (junto com o Marantz foram os mais baratos do teste). Também mostrou-se uma unidade robusta e que incorpora  muita tecnologia. É uma opção bastante segura, sendo considerado o mais forte dasafiante para o Marantz.

A Oppo continua produzindo bons players, mas já se iguala ou fica atrás (como neste teste) de opções até mais acessíveis.
A favor do Oppo está sua compatibilidade com inúmeros formatos de áudio e vídeo, para quem realmente os utiliza. Dentro do meu conceito de aplicação dedicada, acho que apenas desvia o investimento do equipamento de seu objetivo principal.
Sua qualidade de imagem também é bastante consistente.
O que mais preocupa no Oppo é a qualidade de seus produtos, que apresentam muitos defeitos e algumas vezes baixa durabilidade.
O modelo BDP-83 foi talvez o maior exemplo desses problemas. Inúmeros relatos internacionais apontaram problemas no sistema de transporte e leitura do aparelho, que em muitos casos durou apenas alguns poucos meses, o que forçou a sua repentina saída de produção pela própria falta dos componentes de reposição (fatos  estes reconhecidos pelo fabricante).
Outro problema do modelo 83 era sua constante incompatibilidade com as gravações em BD. Inúmeras e arriscadas atualizações de firmware (que deixaram alguns players inutilizáveis no Brasil) não foram suficientes para tornar o equipamento plenamente confiável para leitura. A unidade que adquiri, até hoje comigo (encostada), e atualizada com a última versão de firmware, ainda apresenta problemas irritantes com alguns discos, e o fabricante já afastou qualquer possibilidade de novas correções. O mais difícil é aceitar que os discos que apresentam problemas são reproduzidos com precisão até por um velho game Playstation da Sony. Corrosão nos botões e na caixa do aparelho, e outros defeitinhos chatos perturbaram a vida de quem adquiriu aquele modelo. Esperamos que a Oppo tenha dado mais passo na melhoria da qualidade de seus produtos. Porém, já existem relatos de problemas com o software de controle do novo modelo.

É interessante ver que o mercado oferece excelentes opções nesta faixa de preço, e o mais importante, é muito bom ver um comparativo lado a lado destes equipamentos.
Já li um teste do Oppo onde o avaliador o classificou como o equipamento a ser batido, com uma pontuação exagerada. São comentários assim que só confundem o comprador.

Ainda acho que o consumidor deve ser cauteloso. Existem excelentes modelos da Sony, Panasonic, Pioneer e outros que são capazes de proporcionar excelentes resultados, iguais ou até superiores em alguns aspectos de alguns dos modelos apresentados aqui, e por preços que chegam a um terço de alguns destes.
Esta é uma tecnologia em evolução. Muitos recursos e novidades estão surgindo rapidamente, e investir num aparelho muito caro pode ser um desperdício, na possibilidade dele vir a ficar obsoleto em breve.

Abaixo segue a página resumo do teste publicado na What Hi-Fi.

(clique sobre a imagem para destacá-la e depois clique novamente para ampliá-la)

3 Comentários em Teste Comparativo de Blu-Ray Players – What Hi-Fi

  1. Caro Eduardo,

    muito legal esse artigo da What HI-FI e os teus comentários!!! Foi bem de encontro a uma das minhas solicitações que tinha feito a ti, no sentido de fazer uma análise do Blu-Ray Player da OPPO, o BDP-95.

    Obrigado e parabéns mais uma vez.

    Abraços

  2. Oi,

    Vc fez críticas aqui no seu blog ao OPPO BDP 95, mas a Stereophile Mag, revista recomendada por vc, sob o argumento de ser séria, o qualificou muito bem, padrão A+. Em quem acreditar?

  3. Olá Maciel,

    A revista What Hi-Fi também criticou o Oppo, e eu também recomendo esta publicação.
    Independente da seriedade de quem escreve, cada um pode ter as suas opiniões. Eu fui sincero em minhas opiniões, a What Hi-Fi e a Stereophile também devem ter sido, mas cada um tem o seu parâmetro de avaliação.
    É por isso que eu sempre recomendo ouvir muitas opiniões, pesquisar muito, testar e jamais confiar cegamente em reviews.
    Já vi aparelhos que foram muito bem avaliados, mas que com o tempo apresentaram problemas que uma única avaliação não pôde demonstrar.

    Não é questão de confiança, mas de mera conclusão pessoal. Cada um teve as suas impressões positivas e negativas, e julgou de acordo com aquelas que considerou de maior peso.

    Um abraço

    Eduardo

Faça um comentário