Restaurando uma caixa-acústica – 1ª Parte

Restaurando uma caixa B&W danificada por água.

Por: Eduardo Martins

Uma caixa-acústica de um amigo teve o fundo, parte do painel traseiro e dianteiro “estufados” por conta da água que invadiu sua sala num dia de chuva.
As laterais não foram afetadas, pois eram de madeira maciça.
Tratava-se de uma B&W CDM 7NT, e para ajudá-lo, resolvi lhe restaurar gratuitamente a caixa.
Seguem fotos com explicações de cada etapa, e que podem servir de idéias para quem gosta de “por a mão na massa”, e algum dia se veja diante do mesmo problema.

Imagem
O “paciente” sobre a mesa aguardando a “cirurgia”, devidamente vigiado pelo fiel companheiro “Preju”.

Imagem
A retirada do fundo da caixa, ainda molhada, estufada e se desfazendo.
Bastou um alicate para ir arrancando as folhas soltas.

Imagem
O painel frontal bem estufado. A parte cinza é uma camada de espuma que fica no interior da caixa.

Imagem
O primeiro cuidado foi retirar uma parte do revestimento frontal e traseiro, para que fosse aproveitado posteriormente evitando que a aparência da caixa ficasse muito prejudicada.
Foi feito um corte de estilete profundo, delimitando a área da folha que deveria ser descolada.

Imagem
As folhas foram retiradas com muito cuidado.

Imagem
Uma das folhas já retiradas. O MDF sob a folha ainda estava úmido.

Imagem
O recorte das partes frontais e traseiras danificadas.

Imagem
Uma parte (frontal) já removida. Foi deixado um espaço antes do início do recorte da folha para facilitar os trabalhos posteriores.

Imagem
Pedaço retirado, onde é possível notar o quanto o MDF ficou estufado.

Imagem
Caixa protegida para os trabalhos e espumas e lã de vidro internas afastadas.

Imagem
Acabamento da face recortada.

Imagem
Muitas vezes o cuidado manual substitui as ferramentas.

Imagem
Uma idéia de como são acomodados o material interno. A caixa foi mantida assim por alguns dias para total secagem de qualquer umidade interna.

Imagem
As espessas peças de MDF que iriam substituir as partes retiradas. A espessura original (20mm) foi mantida.

Imagem
Uma tupia improvisada para o rebaixo central onde receberia um painel interno da caixa (não afetado pela umidade). Feito a mão livre, sem guias, exigiu muita firmeza.

Imagem
A peça inferior já com o rebaixo concluído.

Imagem
As peças colocadas apenas para ajustes nos tamanhos.

Imagem
As peças frontal e traseira foram fixadas na inferior, com longos parafusos.

Imagem
As peças roscadas de fixação dos spikes foram cravadas e suas posições, em furos feitos para essa finalidade. A prensagem foi feita na morsa, com uma pequena cantoneira de encosto para não danificar as peças.

Imagem
As roscas dos spikes já fixadas no MDF.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário