Projeto “A Caixa” – Introdução

A melhor caixa acústica do mundo.
Ela não existe, mas pode fazer parte da sua sala.
Confuso? Então leia este artigo que é resultado de um longo e sério trabalho sobre o tema.

Sobre este artigo

Este será um longo artigo, pois trará todos os detalhes para entender como colocar a melhor caixa acústica do mundo em sua sala. Isto não é um exagero. É um fato.
Portanto, não será possível tratar deste tema em uma ou duas páginas, e assim todas as postagens deste artigo ganharão um espaço especial dentro da Categoria “DIY”, para melhor organização e facilidade de acompanhamento de cada parte.

Poderão ocorrer atualizações das partes já concluídas, já que o projeto levou muitos anos para ser concluído e muitos detalhes serão trazidos pela memória durante a elaboração deste artigo. Portanto, recomendo que cada parte seja relida periodicamente.

Cada parte será escrita e publicada durante sua confecção, pois não há um artigo pronto, e sim inúmeras anotações, fatos e outras lembranças que serão incluídas conforme minha disponibilidade, que não é farta.

Não vou poupar alguns comentários que acho oportunos, pois o áudio hi-end no Brasil tornou-se uma questão bastante prostituída, tão grande o número de interesses pouco nobres envolvidos. Idéias, produtos e artigos são produzidos por interesse financeiro, e não pelo prazer em colaborar e desenvolver uma comunidade séria de áudio hi-end nacional.

Serei obrigado a suprimir algumas informações, mais especificamente nomes e marcas que estiveram envolvidas neste trabalho, pois a repercussão de alguns fatos podem prejudicar aqueles que de alguma forma participaram desta empreitada, seja fornecendo informações preciosas (nem sempre do interesse do fabricante para quem trabalha), seja na obtenção de componentes de produção exclusiva.
Para todos estes colaboradores, europeus e americanos, que certamente terão acesso a parte deste artigo, já que houve interesse de um bom amigo de uma publicação estrangeira de incluí-lo em suas páginas, deixo aqui meus mais sinceros agradecimentos pelas suas preciosas participações, sempre motivadas pelo amor ao hobby, o que lhes deu a motivação e a empolgação necessárias para até correr riscos no desejo de colaborar com este projeto.

Agradeço, ainda, o amigo Carlos Camardella, que me deu a orientação inicial dos caminhos a seguir nessa jornada e, pacientemente, colaborou intensamente do início deste projeto. A motivação e a determinação que tive para concluir este trabalho, nada fácil, nasceram de sua participação logo em seu início.

Todos os comentários, opiniões e críticas serão bem-vindas, mas estou certo também que haverá sempre a manifestação daqueles que tentarão desmerecer este projeto, seja pelo conflito de interesses pessoais ou profissionais, pela falta de conhecimento verdadeiro dos temas tratados, ou até por sentirem-se incomodados com algumas revelações que não serão omitidas, pois o objetivo deste artigo é muito claro: esclarecer alguns pontos importantes sobre caixas-acústicas, e dar as informações necessárias para quem quiser seguir na mesma direção e, como eu, sentir-se orgulhoso de ter chegado lá, onde talvez poucos consigam estar um dia.
Não sou melhor do que ninguém, apenas me dediquei muito para buscar, conhecer, entender, concluir e aplicar os conhecimentos necessários para o sucesso deste projeto, sem me preocupar com as “verdades” pregadas pelo velho mercado. Comecei do zero, sem carregar vícios ou conceitos pré-concebidos, e selecionei cada nova informação após ter certeza de sua veracidade.

Tudo o que vou apresentar aqui pode ser contestado, criticado ou desprezado por quem assim preferir, mas garanto que quanto maior a resistência, mais longe se estará dos verdadeiros conhecimentos sobre o tema. Na dúvida, recomendo que faça por sua própria conta, e depois confirme.

A participação é livre, e bem-vinda. Fique à vontade.
Este artigo é feito para você, apaixonado pelo áudio de qualidade, concebido de forma gratuita, sem patrocínios e sem proporcionar qualquer lucro ou outra forma de compensação financeira.
A única intenção é aquela que sempre norteou todos os artigos publicados pelo Hi-Fi Planet, levar informações úteis e fiéis a quem se interessa pelos temas aqui tratados. Faço por paixão, por prazer, e por acreditar que se em cada segmento de nossa vida houvesse a colaboração honesta, fiel e desinteressada, todos ganharíamos muito com isso, como já houve no passado, quando grandes cientistas ampliaram os conhecimentos da ciência movidos pelo pioneirismo, pela satisfação e engrandecimento pessoal. Infelizmente, cada nova criação hoje é feita visando lucros para quem dela primeiro se apodera.

Espero que apreciem este artigo e que ele tenha alguma utilidade no aprimoramento de seu hobby, e só com isso já me sentirei bastante compensado.

2 Comentários em Projeto “A Caixa” – Introdução

Faça um comentário