Powerline Audiofilo lf-115

Imagem

APRESENTAÇÃO

É muito complicado analisar um equipamento de um amigo, e de alguém que desde o começo tem apoiado e colaborado para a criação deste site. Por outro lado, fica mais fácil quando se trata de um produto consagrado e já bem conhecido no mercado, tanto pela confiabilidade de quem o produz quanto pela fama de suas qualidades.

O Powerline lf-115 Audiófilo faz parte de uma família de condicionadores de energia produzidos pela By Knirsch, do Engº Jorge Knirsch, um especialista em eletricidade e acústica, e cuja especialização se deu, por paixão, no mundo do áudio e vídeo. Faz ainda parte dessa linha os modelos Special e Protect, sendo que o Audiófilo, como sugere o próprio nome, é o modelo mais sofisticado, criado para um público bastante exigente, que quer extrair o máximo de seus sistemas de som e vídeo.

O Powerline audiófilo é um filtro ressonante sintonizado (mais explicações no site do fabricante) que trabalha em paralelo com a rede, o que evita problemas de compressão e coloração do som. Pesa 18 Kg, e possui uma construção robusta e bem acabada. Possui 6 tomadas aterradas no painel traseiro para a conexão dos equipamentos, que podem ser ampliadas através de uma régua opcional.

Imagem

O painel frontal possui os interruptores para ligar e desligar o equipamento, e uma chave para a correção do fator de potência, muito útil dependendo das condições da rede. É interessante observar que a alimentação dos aparelhos ligados ao Powerline ocorre em dois estágios, primeiro com a metade da tensão, e depois de 4 segundos, com a tensão total. Isso proporciona uma partida suave aos equipamentos, evitando aquele pico de corrente inicial que ocorre durante a carga dos capacitores, que pode diminuir a vida útil dos equipamentos e até causar danos às caixas acústicas. Outro ponto interessante é que após uma falta de energia o equipamento não volta a ligar com o retorno dela. É preciso acionar novamente a chave de ligar, o que evita danos ao equipamento quando a energia se reestabelece, normalmente fora de suas condições normais.

O equipamento possui uma sofisticada proteção contra variações de tensão, distúrbios elétricos e, principalmente, contra raios. Para esta finalidade são utilizados componentes importados da Alemanha, de nível industrial. Um sistema de filtragem é responsável por eliminar as impurezas e os harmônicos da rede, proporcionando uma energia “limpa” para os equipamentos conectados.

A ligação do equipamento à tomada é feita através do já bem conhecido cabo de força AC-15, também de fabricação da By Knirsch, e de um robusto conector de 3 pinos.

Imagem

TESTES

Os testes do Powerline foram simples e objetivos, buscando identificar suas qualidades sem porém entrar em preciosismos técnicos, muitas vezes confusos e pouco esclarecedores.

Em ÁUDIO, os resultados foram bem notáveis. O silêncio de fundo entre as faixas de um CD é a primeira coisa que se nota. Ele se torna limpo, sem qualquer vestígio de ruídos e sinais de interferências sempre presentes em nossas tomadas.

O palco sonoro cresce, e é possível perceber com maior nitidez a posição, tanto lateral como de profundidade de cada músico. Os sons se tornam mais nítidos, com médios mais naturais e agudos mais suaves e agradáveis. Não se percebe qualquer compressão dos sons. Os graves são bem presentes e com bastante impacto.

Nos testes realizados, o Powerline colaborou para eliminar qualquer fadiga auditiva, efeito que torna o prazer de ouvir música em algo irritante depois de algum tempo de audição. A forte atenuação dos harmônicos da rede (veja mais sobre o assunto no site do fabricante) parece ter um efeito bastante positivo na reprodução musical.

Algumas interferências causadas por motores e lâmpadas fluorescentes, que por vezes incomodavam bastante, simplesmente desapareceram, e nenhum ruído foi notado durante as audições, mesmo com os inúmeros equipamentos que eram ligados e desligados. O filtro interno realmente faz seu papel.

Em VÍDEO, foi possível perceber uma maior nitidez na imagem, com cores mais naturais e ausência de qualquer interferência na imagem, causadas pelas fontes já comentadas acima.

Abaixo é possívem notar a melhora na nitidez através da comparação de duas imagens extraídas de um menú de DVD. A imagem originalmente já possui uma qualidade média, e as fotos foram feitas com bastante aproximação. A da esquerda sem o Powerline, a da direita com o filtro. Percebe-se, facilmente, que apesar da baixa definição de imagem do texto (TV CRT de 34″), com o Powerline a imagem se torna mais nítida, definida e com menor invasão periférica das cores. A diferença de cores é melhor percebida, mais vívida e com melhor nível de preto.

ImagemImagem
Observando-se estas duas imagens de uma certa distância, é possível perceber a importância de uma maior nitidez dos detalhes para o resultado final da imagem.

CONCLUSÃO

Os testes do Powerline Audiófilo buscaram identificar seus benefícios mais evidentes, aqueles que mesmo um usuário menos detalhista pudesse perceber mais facilmente. Com o uso contínuo deste condicionador, outras virtudes podem ser identificadas, principalmente pelos usuários mais exigentes como os audiófilos e videófilos.

É um equipamento bastante interessante. Cumpre o que promete ao proporcionar os resultados esperados de forma bastante evidente. É bem construído e bastante robusto, o que se deve também esperar de um equipamento deste nível.

É preciso lembrar que outras qualidades deste condicionador não poderão ser percebidas até que se façam necessárias. Estou falando da proteção elétrica. Seus benefícios só serão notados quando da ocorrência de uma pane elétrica, ou da queda de um raio ou de outras tantos perigos que povoam a nossa rede elétrica.

É um equipamento sofisticado, e portanto com preço compatível. Não é recomendado para sistemas mais simples. Para estes, o Powerline Special ou o Protect seriam mais indicados, por também possuirem o mesmo excelente circuito de proteção e proporcionarem a necessária filtragem da rede, deixando o modelo Audiófilo para os sistemas mais sofisticados, onde suas vantagens são mais facilmente notadas.

Avaliação: Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem


EQUIPAMENTOS ASSOCIADOS

Foram utilizados neste teste:

– Amplificador Creek 5350SE
– DVD/CD Player Sony NV-900 (modificado)
– Caixas acústicas B&W 7NT
– TV CRT Toshiba 34″
– Sala com tratamento acústico

Fabricante: By Knirsch – Fone: (11) 3801 1410
Nº de patente: Pl 0301369-3
Dimensões (A x L x P): 170 x 285 x 430
Peso: 18Kg
Preço normal: R$ 4.200,00 (em Novembro de 2007)

4 Comentários em Powerline Audiofilo lf-115

  1. Já tive um powerline simples, não me recordo o modelo, vendido na faixa dos R$ 1.000,00 e não pesava quase nada, parecia que a caixa estava vazia, seria oportuno testar também este modelo colocando fotos internas para comparar com o modelo audiófilo top de linha para saber o porquê de tanta diferença.

  2. Olá Eduardo,

    Ainda vale a pena comprar este aparelho atualmente ou existem outras opções com custoxbenefício mais interessante? No mercado tem várias opções de condicionadores de energia (Panamax, Upsai, Savage). Fico perdido em qual escolher pois já ouvi tantas coisas boas quanto ruins. Já testou algum condicionador dessas marcas?

    Abraço,

    Fabiano Zorzi

  3. Olá Fabiano,

    Desculpe não responder antes, mas eu estava de férias… finalmente !!!

    Eu continuo usando o powerline 115, e ele tem me atendido muito bem.
    Não provoca qualquer compressão no meu sistema e seus resultados são bem perceptíveis. Já testei outras marcas, mas ainda prefiro este modelo.

    Abraços

  4. Oi Eduardo,

    Obrigado pela resposta mas já vou te incomodar novamente.

    Li as análises do lf-115 e do lp-117 mas confesso que não conseguir tirar minhas dúvidas da diferença dos dois em relação à qualidade do áudio obtida com a filtragem.

    Do ponto de vista somente da qualidade do áudio, tem muita diferença? Somente neste quesito, vale a pena pagar a diferença ou o modelo mais barato chega bem perto?

    Abraço

Faça um comentário