Recomendações de Marcas

Quase que diariamente eu sou consultado sobre esta ou aquela marca de equipamentos. Normalmente, são compradores em dúvida sobre suas próximas aquisições. Agradeço a confiança.
Para facilitar, resolvi fazer um resumo aqui de algumas das principais marcas, e de minhas considerações pessoais sobre serem ou não boas opção de compras.

Importante salientar que se tratam de opiniões pessoais, que normalmente envolveram experiências pessoais ou foram resultados de intensa pesquisa entre usuários e publicações mais sérias. Portanto, ninguém é obrigado a concordar com estas avaliações, e pode sempre comparar pessoalmente os produtos que estão em sua lista de intenções de compra.

Se um fornecedor não puder emprestar um equipamento para ser testado em sua casa, o melhor é procurar logo outro fornecedor. Um equipamento que funciona bem na loja pode ser um desastre em sua casa, e o contrário também é válido.

Não sou apaixonado por marcas. É comum ver pessoas defenderem marcas como quem defendem seus times de futebol (eu também não torço para nenhum time de futebol…). Não acredito em unanimidade. Há uma evolução tecnológica constante, e o mercado vive oferecendo novas e excelentes opções a cada ano.
Também não tenho qualquer interesse por esta ou aquela marca. Não possuo vínculos comerciais com os seus fabricantes ou distribuidores, e nem dependo de seus anúncios ou patrocínio.
Cansamos de ver publicações, impressas ou virtuais, que são bastante cuidadosas em suas avaliações, justamente por dependerem de anunciantes ou por possuírem lojas ou representações próprias. É muito difícil, nestes casos, imaginar que houve imparcialidade nos comentários.
Por essa razão não me prendo a nenhuma marca ou fornecedor, pois a imparcialidade e a liberdade de opinião do Hi-Fi Planet sempre foram algumas de suas principais virtudes.
Prova disso é que na maioria das vezes recomendo que o comprador tente trazer o equipamento de uma viagem no exterior, ou comprá-lo pela internet. Os preços praticados no Brasil, com raríssimas exceções, são muito elevados.

Sei que muitos leitores ficarão irritados com algumas opiniões que colocarei aqui, ou porque queria ver seu próprio equipamento mais bem colocado ou por razões de ordem comercial.
Aos primeiros, é importante ressaltar que o objetivo não é desmerecer qualquer marca. Dificilmente o mercado hi-end produz algo ruim. O que existem são opções mais interessantes,  mas isso não significa que uma marca é ruim, mas tão somente que podem existir opções melhores.
Já aqueles que trabalham com as marcas menos recomendadas nesta relação, e que certamente atacarão este artigo diretamente ou indiretamente (através de usuários “fantasmas” de fóruns, sites, comunidades virtuais e outras publicações impressas ou não), já lhes adianto que não me importo com suas manifestações. Este artigo não foi escrito para estas pessoas que estão vinculadas comercialmente ao mercado, mas pode servir para que escolham melhor suas representadas.

Importante mencionar que mesmo uma marca não recomendada pode fornecer boas opções, não estando todos os seus produtos no mesmo nível. Por isso, mais uma vez, é importante sempre realizar seus próprios comparativos, em sua própria sala. As opiniões aqui são colocadas de uma forma generalizada, mais ampla e abrangente, e não pontualmente.

Não tente comparar estas opiniões com outras listas, reviews, comentários de fóruns, de clube de usuários e outras fontes. Muitas marcas investem pesadamente numa imagem que não corresponde exatamente à realidade de seus produtos, e muitas opiniões são bastante contaminadas por interesses diversos. Lembre-se sempre que estas opiniões são feitas num contexto geral, nem sempre abrangendo a totalidade dos produtos do fabricante. É apenas mais uma referência não absoluta para o comprador.

Não é fácil abranger todas as marcas disponíveis hoje no mercado, mas gradualmente buscarei atualizar esta relação.

Dito isto, espero poder contribuir com a decisão daqueles que ficam perdidos em meio a tantas opções, e principalmente a meio a tantas armadilhas.

Marcas Recomendadas

Monitor Audio
Os produtos da inglesa Monitor Audio são de valor excepcional. Suas caixas acústicas são ganhadoras de prêmios em toda a Europa, e agora invadem o mercado americano e brasileiro. São produtos de excelente qualidade, com desempenho realmente digno de figurar no topo das listas de melhores produtos hi-end. Os preços são bastante coerentes, e as opções inúmeras. As caixas PL300, topo de linha do fabricante, superam caixas muito mais caras e tradicionais do mercado.

B&W
A B&W é sinônimo de alta qualidade e desempenho. Praticamente quase todas as listas mais sérias do mundo colocam um ou mais modelos deste fabricante entre os cinco ou dez melhores produtos. A marca investe pesadamente em tecnologias praticamente inimagináveis por muitos fabricantes, como o tweeter de diamante, de fabricação sofisticada, cara, mas de um enorme salto na evolução do componente. O maior problema da marca no Brasil é o seu preço, infelizmente.

Paradigm
Com desempenho próximo aos melhores produtos hi-end, apresenta preços mais acessíveis. A maior dificuldade é sua distribuição irregular e bastante limitada.

Magnepan
Seus preços são bastante acessíveis lá fora, e seus produtos, produzidos nos EUA, são unanimidade em qualidade. É uma pena não termos uma distribuição séria de seus produtos no Brasil. Porém, se você tiver oportunidade de adquirir um modelo desta marca lá fora, aproveite.

Tannoy
A Tannoy já foi mais competitiva no mercado, mas ainda possui produtos de boa qualidade e preços acessíveis. São ainda boas opções de compra.

PMC
Pouco difundida no Brasil, a marca é sinônimo de caixas acústicas de desempenho genuinamente hi-end. Uma compra bastante segura.
No mercado europeu, seus produtos são vencedores de inúmeros testes comparativos, e sempre com grandes elogios.

Acoustic Energy
Já foi mais conhecida no Brasil, mas ainda produz qualidade com preços bastante acessíveis.

Focal JMlab
De origem francesa, seus produtos são muito apreciados no mundo inteiro. Possui uma linha de caixas acústicas fantásticas, mas sua distribuição no Brasil sempre foi bastante irregular. Uma pena, pois seria um forte concorrente para muitas marcas ruins que temos hoje.

Epos
Apesar de ser também pouco conhecida no Brasil, é uma marca muito respeitada por audiófilos do mundo inteiro. Suas caixas acústicas são produzidas com conceitos de simplicidade, mas com desempenho bastante honesto.

ProAc
Outro produto pouco conhecido no Brasil mas com qualidades verdadeiramente hi-end. Era um dos poucos produtos que chegavam no Brasil por preço bastante honestos, similares aos do mercado estrangeiro. Apesar de muitas outras marcas terem investido muito mais em divulgação, tornando-se mais populares, os produtos da ProAc nada deviam em qualidade, e competiam fortemente em preço.

Dali
As caixas acústicas da Dali são muito elogiadas. Possuem preços mais acessíveis, e resultados bastante satisfatórios, principalmente nas linhas superiores. Uma escolha bastante segura.

Spendor
Eu colocaria esse fabricante no mesmo grupo da ProAc e da Epos. Caixas acústicas de respeito, de ótimo nível hi-end, mas pouco conhecidas por aqui. Mereciam bem mais destaque.

Opera
Outro fabricante de boas caixas acústicas, mas não é para todos os gostos. Precisa de um sistema bem casado para conseguir o melhor desempenho, mas são bem recomendadas e vencedoras de prêmios no exterior.

Mordaunt-Short
Fabricante renomado de caixas acústicas de excelente nível. Infelizmente, não possui uma representação adequada no Brasil.

Wilson Audio
Uma referência mundial em caixas acústicas. Outro fabricante que coloca muitos de seus produtos nas melhores posições das mais respeitadas listas mundiais. A qualidade legitimamente hi-end é encontrada em toda a linha do fabricante, inclusive em seus excelentes subwoofers. Um dos mais respeitados fabricantes de caixas acústicas do mundo. Recomendação segura para quem pode pagar o alto preço de seus produtos.

Totem
Pouco conhecida por aqui, mas respeitada no exterior por fabricar caixas acústicas de ótimo desempenho e preços honestos.

Mission
Sério fabricante de caixas acústicas que produz qualidade para audiófilos exigentes.

Sonus Faber
Outro fabricante que tem muito a oferecer. Produtos sérios, porém sem uma adequada distribuição no Brasil.

Revel
Outro fabricante de caixas acústicas que produz qualidade para o audiófilo exigente. Já teve uma distribuição melhor no Brasil.

Harbeth
Antiga marca de caixas acústicas que fez história com modelos de referência até em estúdios. Infelizmente não possui uma distribuição adequada no Brasil, como inúmeros outros fabricantes.

Thiel
Produz caixas acústicas sérias, muito respeitadas por audiófilos exigentes.

Magico
Pouco conhecida por aqui, é bastante elogiada no mundo inteiro. Suas caixas acústicas são legítimas representantes do conceito hi-end de produtos.

Vandersteen
Outro fabricante de caixas acústicas que merecia uma boa representação em nosso país. Infelizmente, o mercado brasileiro é bastante limitado em termos de marcas. Houve um crescimento inegável de opções, mas ainda há uma carência de marcas importantes. Porém, pior do que isso, são as marcas que chegam supervalorizadas, com preços que acabam afastando o consumidor de bons produtos.

YG Acoustics
Vem causando muita empolgação no mercado internacional com caixas acústicas estado de arte. Produtos de alto nível hi-end.

Velodyne
Ainda uma referência em subwoofers de qualidade para aplicação em áudio sério. Qualidade no nível dos melhores da Wilson Audio, REL e B&W.
A escolha do modelo deve ser feita com cuidado. Melhor sempre testar antes na sua própria sala.

MBL
Produtos caros, mas de excelente qualidade. Uma ótima aquisição.

Arcam
Parece que os ingleses sabem das coisas. A Arcam é um sério fabricante de produtos com excelente desempenho hi-end e preços bem coerentes. Uma compra bem segura.

Cambridge
Veio mesmo para revolucionar. Produtos de excelente nível com preços bastante honestos e acessíveis. Uma das melhores opções do mercado atualmente.

Denon
Recomendado, mas nem tanto. Ainda possui opções acessíveis com desempenhos aceitáveis, mas se não se renovarem, podem começar a perder o mercado.

Marantz
Mantém a tradição de fabricar produtos de excelente qualidade. Sempre uma aquisição bastante feliz.

Rotel
Assim como a Denon, pode perder o seu espaço se não houver uma renovação. Mas, continua sendo uma boa opção.

NAD
Bons produtos e com preços bem acessíveis. Pode não estar com os dois pés no universo hi-end, mas é uma boa opção para os iniciantes.

Pro-ject
Uma marca séria e que merece respeito pelos seus produtos bem feitos e com excelente desempenho.

Rega
Continua sendo uma referência de mercado. Seus toca-discos de vinil, CD e DACs continuam surpreendendo. Possui boas cápsulas de toca-discos por preços bem interessantes (pelo menos lá fora… aqui tudo é diferente…).

Yamaha
Possui opções para todos os gostos, e apesar de não tem forte vínculo com o Hi-End, consegue fornecer alguns produtos com bom desempenho e preço acessível. É preciso escolher com atenção para fazer uma boa compra. Ficaria na divisa dos dois grupos.

Audiolab
Vem crescendo de forma bastante consistente no mercado internacional. Alguns produtos estão conquistando a melhor posição em vários comparativos. Convém, apenas, manter distância dos produtos mais antigos.

Cyrus
Inexplicavelmente uma marca sem muito prestígio no mercado brasileiro, mas bastante competitiva na Europa, com produtos de excelente desempenho e preços justos.

Roksan
Excelentes produtos. Tecnologia, desempenho e preço para concorrer tranquilamente em sua faixa. Uma compra tranquila.

dSC
Produtos muito caros, mas de alto nível hi-end. O sonho de muitos audiófilos.

Esoteric
Produtos excelentes, com construção e desempenho exemplares. Uma aquisição bastante segura.

Classé
Sempre uma boa referência, mas com péssima distribuição no Brasil.

Musical Fidelity
Excelentes produtos com desempenho de alto nível. Uma excelente aquisição.

Exposure
Há muitos anos tem sido sinônimo de qualidade. Pouco conhecida no Brasil, disputa um mercado onde figuram marcas como Cambridge, Creek, Arcam e outras de igual prestígio. Outra excelente opção. Infelizmente, possui uma linha bem limitada de opções, porém sempre elogiáveis.

Leema
Infelizmente sem representação eficiente no Brasil, mas merecia participar do mercado com seus produtos de ótima qualidade e desempenho.

Moon
Produtos caros, mas com desempenhos exemplares. Uma compra segura para quem quer adquirir um legítimo equipamento hi-end.

Wadia
Ainda uma ótima opção hi-end, mas precisa evoluir, pois os concorrentes estão chegando perto e com preços mais atraentes.

Meridian
Outra respeitada e conceituada marca hi-end. Produtos caros, mas com um desempenho superior.

Audio Technica
Muita variação de qualidade e desempenho em seus produtos, mas ainda possui alguns modelos bem interessantes. É preciso pesquisar antes de comprar.

Clearaudio
Seus toca-discos de vinil são surpreendentes. Uma marca bem firmada no mercado de áudio hi-end.

Michell Engineering
Exemplares tocadores de vinil. Alto desempenho e qualidade robusta. Uma excelente opção.

Ortofon
Boas opções de cápsulas para vinil e com uma ampla faixa de preços para todos os bolsos (pelo menos lá fora).

Linn
Excelentes produtos. Recomendados. Um cuidado apenas com os preços no Brasil.

Thorens
Possui alguma variação de desempenho em sua linha de modelos, mas ainda se mostra uma ótima opção.

Pioneer
Bons produtos (mais voltados ao hi-fi), mas com grande variação de desempenho, ao menos compatível com os preços praticados (pelo menos no exterior).

Creek
Uma história de sucesso feita com produtos de excelente desempenho e com preços bastante interessantes. Uma dos nomes mais recomendados do mercado de áudio.

Onkyo
Ainda uma marca respeitável, porém mais forte no mercado de receivers.

Russ Andrews
Produtos surpreendentes com preços interessantes, mas não encontrados no Brasil. Seu forte são os cabos de força.

Pangea
Cabos de força de alta qualidade e com preços muito acessíveis. Bastante recomendados.

Chord
Excelentes produtos. Cabos excelentes e preços bastante interessantes.

QED
Uma das melhores opções de cabos do mercado. Inexplicavelmente sem representação no Brasil, onde poderia fazer o mesmo estrondoso sucesso que faz na Europa.
Muito recomendados para todos os sistemas.

Connex Audio
Cabos em prata. Marca ainda pouco conhecida, mas o desempenho de seus cabos é surpreendente, deixando para trás marcas muito famosas. Os preços são bastante justos.

Wireworld
Bons produtos por preços honestos. Muitas marcas bem mais caras oferecem menor qualidade.

Kimber
Ainda uma boa opção, mas precisa evoluir logo. O mercado já oferece produtos similares com preços bastante competitivos.

Atlas
Ótimos cabos e opções (e preços) bem variadas.

Grado
Excelentes produtos, e fones de ouvidos de altíssimo nível hi-end. Recomendada com méritos.

AKG
Grande variação de qualidade. Sabendo escolher, pode ser uma boa opção.

Sennheiser
já foi melhor, mas ainda é possível adquirir modelos com qualidade. Vale a pena fazer uma boa pesquisa se optar por esta marca.

.

Marcas (menos) Recomendadas

KEF
Não é para todos os gostos. Possui alguns produtos que merecem algum destaque, mas existem opções bem mais recomendadas.

Triangle
Outro fabricante francês que chegou a ter forte presença no Brasil. Apesar de ter alguns produtos de sucesso, sua linha era bastante irregular e de gosto bastante discutível. Existem opções melhores.

Dynaudio
Amada por alguns, odiadas por outros, a Dynaudio perdeu bastante mercado para fabricantes que investiram muito mais em tecnologia. Com forte propaganda no Brasil, ainda são bastante populares. No mercado mundial vem perdendo muitas posições para outros fabricantes, o que se traduz em fraco desempenho em muitos testes comparativos. Suas caixas mais antigas envelheceram muito rápido em relação às exigências atuais dos equipamentos eletrônicos. Existem opções mais recomendadas e mais baratas hoje.

JBL
Vai de um extremo ao outro. Possui caixas que estão entre as melhores do mundo, e outras bastante medíocres. Nesta linha tão irregular de qualidade, é sempre mais recomendável investir em marcas mais seguras e com qualidade mais homogênea. Não são todos que gostam da sonoridade de seus produtos. O mercado oferece opções mais interessantes.

Wharfedale
Possui algumas similaridades com os produtos B&W, e às vezes dá mesmo a impressão de inspiração naquele fabricante. São bons produtos, mas não o suficiente para que possuam o destaque necessário na hora da compra.

Cabasse
Já foi mais conhecida por aqui. O mercado mundial possui opções mais interessantes, tanto em preço como em qualidade.

Boston
Não são caixas ruins, mas envelheceram em relação aos concorrentes. E a evolução tecnológica é implacável. É possível encontrar opções mais interessantes por preços mais acessíveis.

BSA
Fabricadas pela Bravox do Brasil, estas caixas acústicas já estão disponíveis no mercado internacional, inclusive com alguns modelos já avaliados por publicações européias. Podem evoluir muito, mas ainda não são as melhores opções.

SVS
Fabrica subwoofers muito apreciados pelos que gostam de graves sem muitos compromissos. Mais indicados para sistemas de home-theater. Existem opções mais econômicas.

Klipsch
Eu colocaria as caixas acústicas da Klipsch no mesmo patamar da JBL e KEF. Existem opções mais seguras.

Jamo
Outro fabricante de caixas acústicas que precisa alcançar a concorrência.

Furutech
Famosa mais pelo seu investimento em imagem do que pela competitividade. Existem opções melhores.

Teac
A variação de qualidade e desempenho de seus produtos é muito grande. Recentemente este fabricante tem se esforçado para apresentar uma linha de produtos mais consistente. Existem outras opções mais seguras.

Oppo
Muito famosa em alguns meios. Forte no mercado de vídeo, mas deixa a desejar no campo do áudio, onde encontramos produtos mais consistentes em qualidade e desempenho. Apresenta inúmeros problemas técnicos. Mas, ganha em versatilidade para quem quer um “faz tudo” sem muito compromisso.

Naim
Bons produtos, mas pelos preços que pratica, existem opções melhores ou similares.

Bryston
Bons produtos, porém caros e com similares bem mais acessíveis. Tecnicamente uma boa compra, comercialmente uma opção não tão interessante.

DarTzeel
Preços muito altos por produtos com opiniões divididas. O mercado oferece opções mais acessíveis com qualidade e desempenho mais seguros.

Electrocompaniet
Produtos caros demais, muitas vezes superados pelos concorrentes por preços que chegam à metade. A grande e massiva propaganda eleva o prestígio da marca, mas existem muitas opções melhores e mais acessíveis.

Benchmark
Já foi referência no mercado de DACs, mas com a proliferação repentina de novos modelos, a concorrência tem apresentado soluções interessantes por preços bem mais acessíveis.

Primare
Já teve a sua época, mas precisa evoluir para recuperar o espaço perdido.

Gamut
Já teve o seu melhor momento no mercado, mas hoje deixa a desejar diante de uma concorrência com produtos mais interessantes em desempenhos e preços.

Krell
Um forte competidor de mercado, mas não faz por merecer totalmente a sua fama. Produtos caros e com alguns problemas de desempenho e qualidade não colocam a marca numa posição de igualdade com os melhores do mercado. Existem outras opções.

Parasound
Muita fama e estranhos elogios a produtos de construção bem duvidosa e qualidade facilmente superada pela concorrência.

Plinius
Bons produtos, mas existem opções mais interessantes, principalmente em preço.

Quad
Teve a sua época. Precisava evoluir. Foi um ícone do hi-end, mas hoje perde para os competidores de mercado.

Ecosse
Existem opções melhores. Já teve excelentes produtos, mas parece não ter evoluído com o mercado.

Monster
É difícil escolher um produto da Monster. A qualidade é boa, são bem acabados e robustos, mas o desempenho varia demais.
Existem opções mais interessantes com uma linha mais homogênea. Melhor não arriscar. Pode ser uma boa opção para sistemas pouco exigentes.

Van Den Hul
Bons produtos, mas a concorrência oferece mais por menos.

Nordost
Muito investimento na grife, mas os seus produtos têm preços elevados não acompanhados por um compatível desempenho real. Existem muitas opções melhores por preços mais realistas.

Audioquest
Existem opções mais interessantes, tanto em desempenho como em preço.

.

Importante salientar aqui que todas as marcas acima são sérias  e de bom nível.
O objetivo deste artigo foi apenas separar por importância, colocando no primeiro grupo as mais recomendadas, e no segundo o que deve ser a segunda opção, ou então aquela que melhor atende ao seu gosto pessoal.
Portanto, com o devido respeito a qualquer outra opinião divergente, a intenção foi apenas ajudar o futuro comprador de novos componentes para o seu sistema de áudio, já que inúmeras são as consultas que recebemos neste sentido.
Mas, é saudável conhecer outras opiniões e, principalmente, ter a sua própria, baseada em sua experiência pessoal ouvindo e comparando os modelos.
É preciso levar em conta o gosto pessoal. Conheço um amigo que coloca açúcar no vinho tinto. Segundo ele, o vinho fica bem melhor assim, e o natural, ainda segundo ele, é intragável e “azedo”.
Não sou eu quem vai beber esse vinho. É ele. E, portanto, deve prepará-lo como melhor lhe agrada, e ponto final. Isso não se discute mais.

Sei que muitos se mostrarão indignados com um determinado produto numa ou noutra lista, que existem reviews dizendo isso ou aquilo, que este ou aquele produto ganhou um ou outro  prêmio, que já comparou pessoalmente a marca A com a B, que esse ou aquele comentário é um disparate, mas, em defesa do Hi-Fi Planet, o que posso dizer é o seguinte:

1. Não temos anunciantes ou patrocinadores de nenhuma das marcas citadas ou de qualquer outra.
2. Não mantemos páginas inteiras e periódicas de anúncios de qualquer fabricante ou distribuidor.
3. Não possuímos lojas, não realizamos eventos, feiras ou encontros de qualquer natureza envolvendo produtos e marcas.
4. Não recebemos nenhum centavo para manutenção deste site, que é mantido apenas por prazer pessoal pelo hobby.
5. Não precisamos preservar a imagem de nenhuma marca, para agradar amigos ou clientes.
6. Nossas opiniões refletem pesquisas sérias ou testes realizados pessoalmente, com critérios adequados e sem os vícios normalmente vistos em outras avaliações.
7. Não nos importamos com grifes ou prestígio de marcas para a realização de qualquer avaliação.
8. Não nos importamos com críticas de quem, abertamente ou disfarçadamente, tenha um interesse conflitante com a nossa opinião.
9.  Não vendemos nada em nosso site
.
10. Nosso compromisso é com o audiófilo que não quer cair nas pilantragens de um mercado confuso, predador, interesseiro e fantasioso, e precisa gastar certo para não ter que gastar sempre e errado.

São apenas 10 motivos, mas poderíamos fazer uma lista bem maior. Porém, acabaríamos evidenciando algumas práticas “pouco admiráveis” do mercado, e não é nosso objetivo ofender ninguém.

Esperamos ter contribuído um pouco mais, com mais este artigo, para o amadurecimento deste nosso mercado tão “confuso”.



69 Comentários em Recomendações de Marcas

  1. Adoro seu Blog caro Eduardo, você tem opiniões bem sinceras, e que sao de grande valia contra esse nosso mercado que nos prega muitas peças desnecessárias, e nos querem vender produtos muitas vezes fantasiosos, na questão das caixas que sou grande defensor das Revel, caixas que possuo atualmente, apesar da péssima distribuição no brasil, com preços astronômicos, acho que sao caixas bem honestas pelo que tocam e que apresenta com essa nova linha Performa 3 uma “matadora de gigantes” como dizem la fora. Mas ouvi alguns comentários sobre a Dynaudio que acho injustos pelo menos do ponto de vista de meus “ouvidos”, acho que elas começaram a recuperar seu prestigio no mercado com o lançamento das Excite e das Novas Focus, andei escutando muito essa marca ultimamente e tenho me impressionado bastante, nao é atoa que elas sao usadas pelos melhores estúdios mundo afora, mesmo com minha idade um pouco avançada e meus ouvidos já estarem um pouco defasados já tive experiência com muita coisa e ja escutei inúmeras caixas ao longo desses anos, uma que me fez cair o queixo ultimamente foram as XEO 3, escutei as Books dessa linha e achei um dos melhores custo x beneficio hoje no mercado, pois oferece amplificação de primeira, um bom DAC interno, sem fio e ser uma boa caixa por um preço que se for colocar na ponta do lápis, todos esse equipamentos separados daria um bom dinheiro muito superior ao cobrado por elas, nao tinha dado tanta importacia a essas pequeninas, quando meu filho me levou a um showroom para escuta-las, com muita relutância acabei indo, e vi que uma das maiores evoluções ultimamente no mundo do Audio foi dessa marca, ja vi vários set-ups de muitos milhares de dólares tocar metade do que elas tocam, ate gostaria de sugerir um review a você Eduardo, pois admiro muito sua metodologia de avaliação e imparcialidade, grande abraço.

  2. Marcos,

    Obrigado pela sua participação.
    No universo gigante de equipamentos que inundam o mercado de áudio, realmente existem opções demais, e a cada dia fica mais difícil identificar as qualidades de cada produto.
    Como evito receber equipamentos de testes de revendas ou distribuidores, pois há muita informação lá fora de equipamentos “especialmente preparados” para esta finalidade buscando colocar o modelo num patamar bastante elevado que não corresponde ao padrão, acabo ficando restrito aos poucos equipamentos que pego emprestados para estes testes. Já para abrir o aparelho para ter uma idéia de suas soluções técnicas e cuidados com a montagem é bastante complicado, imagine o que não acontece nestas avaliações que encontramos no dia a dia.

    O pouco contato que tive com algumas caixas Dynaudio me deram uma idéia básica do produto, mas não muito profunda.
    O que pude perceber é que o fabricante ficou um pouco “parado no tempo”, pois mesmo em comparativos internacionais feitas por publicações minimamente sérias, estas caixas tem perdido pontos para outras marcas até mais novas, e muitas vezes mais baratas.
    Aqui no Brasil, onde muitos avaliadores estão com “rabo preso” com revendas e marcas que eles próprios revendem, tudo fica num patamar bastante elevado. Todos os produtos são maravilhosos e ganham pontuação máxima. Sabemos que não existe isso.
    Lá fora, muitos produtos que são considerados verdadeiros “diamantes” aqui, recebem uma avaliação bastante ruim, sendo mesmo considerados “pouco recomendados”. No “vale-tudo” do Brasil, dificilmente conseguimos identificar as “melhores compras” num grupo de modelos parecidos.
    E pior do que isso, existe um mercado consumidor que só olha preço. Para estes consumidores pouco informado, o bom produto é aquele que custa muito caro.

    Meus comentários em relação à Dynaudio e de outras marcas “mais recomendadas” ou “menos recomendadas” foi no sentido de apenas identificar estas “melhores compras”, não tendo como significado que uma marca é ruim e a outra é ótima. Em muitos casos o preço foi o diferencial de empate, já que tecnicamente muitos modelos são parecidos em desempenho.
    Minhas reservas com os produtos da Dynaudio ficam por conta da falta de evolução tecnológica do produto frente à concorrência, ao preço praticado pelo fabricante, e a confusão que ocorreu recentemente com um produto enviado para teste em uma revista que tinha componentes diferentes daqueles utilizados na produção seriada da mesma caixa, o que gerou bastante desconforto do mercado.
    Em minhas rápidas avaliações quando decidi investir em novas caixas também fui surpreendido com a significativa diferença entre duas caixas “casadas” da marca, onde uma tinha maior sensibilidade que a outra, e apresentava sonoridade significativamente diferente. Mais tarde descobri que isso ocorria em outros sistemas no exterior.
    Mas, de qualquer forma, nenhuma caixa que testei me agradou totalmente, tanto que preferi desenvolver minhas próprias caixas.

    Não tenho qualquer restrição em relação à aquisição de um produto desta marca por quem quer que seja. Cada um deve definir o que melhor lhe atende.
    O que procuro é me colocar, de forma sempre justificada e sincera, e nunca “subjetiva” como preferem, de forma irresponsável, alguns avaliadores no mercado, numa condição de sugerir esta ou aquela marca, ou mesmo produto, já que marca nem sempre é sinônimo de sucesso em todos os projetos que desenvolve.

    Se você está satisfeito com a marca, é nela que deve investir. Esqueça tudo que lhe dizem sobre a marca. Tome a sua própria decisão e invista naquilo que mais lhe agrada. É o que defendo hoje, pois como já citei em alguns artigos anteriores, é difícil dizer o que é certo ou errado, já que diferenças individuais existem e são bem mais comuns do que se imagina, apesar do mercado convenientemente tentar esconder este fato.

    Um grande abraço,

    Eduardo

  3. Oi Eduardo, muito interessante seu artigo, parabens!

    Não é querendo abusar, mas já abusando…. Queria tirar umas dúvidas sobre um set que estou montando e queria sua opinião.

    Estou montando um 5.1 e já comprei as seguintes caixas B&W:
    – 4 speakers M1 (satelites)
    – 1 central HTM62B (vem com 2 auto-falande de 5″)
    – 1 subwoofer ASW68STB (8″)

    Bem, ainda não liguei essas caixas pois ainda falta o reveiver. Gostaria da sua opinião sobre os pontos abaixos.
    1) Minha dúvida é se terei alguma surpresa desagradável quanto ao equilibrio do som. Central muito potente em relação as 4 saltélites ou subwoofer de 8″muito pequeno.
    2) Outra dúvida é sobre um receiver adequado para esse set. Tenho receio de comprar um receiver muito inferior ao conjuto de caixas. Havia pensado como primeira opção o Denon AVR 1713, segunda opção AVR 2113 (meu set é 5.1 o 2113 é 7.1, então não sei se compensa pagar mais caro por ele). Teria algum outro reveiver que vc recomendaria?

    obrigado

    Danilo

  4. Ola Eduardo. Primeiramente muito obrigado pelos excelentes posts e pela proposta de avaliações isentas. Gostaria de perguntar o que voce acha das caixas Polk Audio. Grato, Edson

  5. Edson,

    As caixas Polk nunca foram as minhas preferidas, mas são caixas que possuem uma legião de fãs e muitos clubes da marca.
    A escolha de caixas é algo bastante pessoal, e recomendo que nunca compre sem antes testá-las.
    Caixas acústicas tem um peso muito grande na definição das características sonoras de um sistema, e devem ser escolhidas com muito carinho.

    Abraço

    Eduardo

  6. Prezado Eduardo,
    Se tivesse que escolher um par de caixas torre entre as marcas Polk Audio, Klipsch, Jamo e JBL, até o valor de R$6.000,00 o par. Qual marca você me recomendaria? Sei que não são as melhores, mas tenho que optar por uma destas marcas. Por favor, me ajude.
    Grato,
    Gumercindo.

  7. Olá Guma,

    Eu, particularmente, não escolheria nenhuma destas, mas, se não houvesse jeito, eu acho que nesta faixa de preço eu iria de Polk.

    Abração,

    Eduardo

  8. Prezado Eduardo,

    Gostaria que me auxiliasse na escolha de um par de caixas torre. Ocorre, entretanto, que minhas opções são limitadas a quatro marcas consideradas inferiores. São elas: Klipsch, Polk Audio,JBL e Jamo. O valor que tenho para comprá-las é de R$6.500,00. Poderia me ajudar na escolha da marca e modelo das caixas? Saliento que tem que ser uma dessas marcas pois em verdade vou ganhá-las e a pessoa que me brindará com esse mimo é fornecedora dessas marcas.
    Grato.
    Gumercindo.

  9. Bom dia Eduardo, primeiramente queria parabeniza-lo pela ótima matéria, excelente trabalho, surgiu a oportunidade de pegar as caixas de som ‘Definitive Technology Studio Monitor 55, na faixa de 2.000,00R$, como essa marca não foi citada em sua matéria, gostaria se possível, que desse uma opinião sobre elas.

    Abçs.

  10. Olá Flávio,

    Desculpe, mas nunca testei este produto ou qualquer outro da marca. Mas, vou pesquisar para você.

    Abraços

    Eduardo

  11. Boa tarde Eduardo, estou colhendo informações sobre as caixas de som Bookshelf da Definitive Tech Studio Monitor 55, gostaria que fizesse algum comentário sobre elas, se por acaso você as conheçam.

    Abçs,

    Flavio.

  12. Olá Eduardo tudo bem,
    não sou audiófilo mas gosto de ouvir música em um som limpo e sem distorção. Eduardo sei que você ouve outro tipo de música, mas tenho certeza que conhece muitas marcas de caixas acústicas e que tipo de som elas produzem, a pergunta é: quais marcas de caixa torre você indicaria para quem quer ouvir música eletrônica?

  13. Olá Augusto,

    Para música eletrônica qualquer caixa serve…

    Estou brincando. Realmente não é o meu gênero preferido, mas sei também que muitos torcem o nariz para o que eu gosto de ouvir.
    Cada um tem o seu gosto, e respeito todos eles.

    Quando penso em gostos musicais, lembro sempre de uma amiga que trabalhou comigo. Ela começou a cantar uma música que estava tocando perto, e eu lhe perguntei como ela sabia a letra daquela música de um estilo que eu particularmente achava… digamos… péssimo !!!
    Ele me respondeu que gostava daquela música, e eu comentei que não era algo que eu apreciava, e ela me disse algo que nunca mais esqueci… “Você acha ruim porque nunca dançou ao som dela”.
    Foi quando eu notei que realmente em outro contexto aquela música teria bem mais cabimento do que aquelas que eu gostava de ouvir.
    A partir daquele dia passei a respeitar cada gosto como parte de uma experiência pessoal, com a sua importæncia individual, como as minhas opções que tinham um significado para mim.

    Mas, histórias de lado, eu realmente não tenho intimidade com esse gênero para poder te dar uma resposta com a segurança necessária.
    Porém, tive um grande amigo que gostava muito de músicas neste estilo e de rock.
    Ele me dizia que as caixas que mais lhe agradavam para reproduzir suas músicas eram da JBL, pois achava as outras muito “comportadas”.

    Um dia ele me pediu uma sugestão para um upgrade de suas caixas, e eu o fiz comprar as PL 300 da Monitor Audio.
    Ele me disse que ficou satisfeito com a troca, mas, honestamente, acho que ele não curtiu muito a mudança, e gostou mesmo foi da imponência e da beleza das novas caixas em sua sala.

    Eu acho que a escolha de caixas é muito pessoal, pois são elas que mais influenciam o resultado de um sistema de som.
    Acho que você deveria ouvir algumas opções e escolher aquelas que mais te agradam.
    Mas, fica aí a dica da JBL, que, segundo aquele meu amigo, casava muito bem com o seu gosto musical.

    Abração,

    Eduardo

  14. Olá!
    Tenho um receiver Onkyo TX-8555 Stereo, 100W por canal e minhas caixas Lando 308, já deram o que tinha de dar e agora preciso trocá-las. A recomendação que me deram são torres Polk, mas são muito caras. Gostaria de saber qual a recomendação de vocês para este equipamento, já que quero para ouvir exclusivamente CD de Rock. Desde já Grato,
    Pauloscar

  15. Olá Paulo,

    Já tentou ver as opções da JBL?
    Conheço muitos usuários com gosto parecido com o seu e que aprovam esta marca. Acredito que sejam mais acessíveis.
    Tente ver no Mercado Livre.
    Outra opção são os usados. Sempre é possível encontrar algo interessante por um preço justo. Mas, cuidado, muitos audiófilos tendem a valorizar demais os seus produtos exatos, fugindo da realidade.

    Abraços

  16. Boa tarde,
    Acabo de descobrir seu blog e fiquei surpreso com a qualidade do conteúdo do mesmo. Em poucas horas de exploração pude ver respondidas inúmeras perguntas que carreguei por anos a fio sem respostas convincentes. A solidez das informações técnicas e a clareza do modo de transmití-las é realmente extraordinário.
    Aproveito a oportunidade para consultá-lo. Possuo um receiver Yamaha RX-V 781, sei que não é um dos grande equipamentos, mas também não ouso me chamr de audiófilo. Apenas aprecio um som lípido e harmônico, muito mais que um som potente de reverberar o solo. Procuro constituir um conjunto 5.1 que me permita uma boa qualidade musical para áudio, e que não decepcione quando utilizado como home theater. Antes de mais nada preciso lembrar-lhe de que somos brasileiros imersos nesta crise sem fim. Poderia me dar algumas sugestões, pois me vejo a todo o momento seno assediado por vendedores com promessas maravilhosas.

  17. Boa tarde,
    Acabo de descobrir seu blog e fiquei surpreso com a qualidade do conteúdo do mesmo. Em poucas horas de exploração pude ver respondidas inúmeras perguntas que carreguei por anos a fio sem respostas convincentes. A solidez das informações técnicas e a clareza do modo de transmití-las é realmente extraordinário.
    Aproveito a oportunidade para consultá-lo. Possuo um receiver Yamaha RX-V 781, sei que não é um dos grande equipamentos, mas também não ouso me chamar de audiófilo. Apenas aprecio um som lípido e harmônico, muito mais que um som potente de reverberar o solo. Procuro constituir um conjunto 5.1 que me permita uma boa qualidade musical para áudio, e que não decepcione quando utilizado como home theater. Antes de mais nada preciso lembrar-lhe de que somos brasileiros imersos nesta crise sem fim. Poderia me dar algumas sugestões, pois me vejo a todo o momento sendo assediado por vendedores com promessas maravilhosas.

  18. Boa tarde,

    O que é um grande equipamento? Um equipamento caro?
    Eu já cansei de ver sistemas com caríssimos equipamentos com uma sonoridade muito inferior a sistemas econômicos melhor ajustados.
    Não despreze o seu Yamaha. Dentro das suas pretensões ele vai lhe atender muito bem, e no futuro você pode investir num integrado para aprimorar o som estéreo.

    Imagino que a sua dúvida seja em relação às caixas acústicas.
    Como você deseja uma qualidade boa para áudio, eu investiria em duas caixas frontais tipo torre para estéreo, compondo o restante do sistema com caixas bookshelves ou mini.
    Se você gosta de shows também, pode até incluir uma caixa melhor no canal central, mas lembre-se que para shows a importância da caixa central muda um pouco, e você pode encaminhar este canal para as frontais.

    Não sei qual o tamanho de sua sala, mas você pode encontrar boas opções de caixas em classificados de usados que poderão atender uma ampla faixa de dimensões de sala. Caixas como B&W, Monitor Audio, mais antigas como Tannoy e Paradigm são sempre boas opções.
    Você tem um orçamento já definido para o seu projeto?

    Vamos com calma que encontraremos opções bem interessantes para chegar onde você deseja.

    Abraço

    Eduardo

  19. Bom dia Eduardo, peço a opinião do especialista. Entre um conjunto com torres JBL 180 arena novo e um conjunto da marca Pure Acoustics 60F com 5 anos de uso, o que escolher?

  20. Por favor, me dê mais uma opção… :-)
    A Pure é superior, mas com 5 anos… tem que ter muito cuidado com a compra.

  21. Eduardo, você está de parabéns por todo o empenho com que trouxe o Hifiplanet até este ponto em que se tornou o melhor site do segmento no Brasil.

    Você não comentou algumas marcas japonesas importantes como Nakamishi e Sansui. Seria muito interssante ter as suas opniões sobre estes fabricantes.

    Obrigado.

Faça um comentário