Audio Alchemy – O Retorno

A Audio Alchemy está de volta, com lançamentos que prometem reviver o sucesso que a marca fez no passado com os seus equipamentos acessíveis e de elevado desempenho.

Talvez os leitores mais “experientes” ainda se lembrem da Audio Alchemy, que nos anos de 1980 e 90 surpreendeu o mercado com produtos de elevado desempenho e preços bem acessíveis.
Sua filosofia era no sentido de produzir equipamentos com acabamento simples, sem “luxo” aparente, e investir no projeto interno para oferecer uma qualidade sonora que até hoje surpreende quem ouve, por exemplo, o seu famoso DAC DDE  v3.0, ainda procurado por muitos audiófilos que se apaixonam pela sonoridade do modelo.
Hoje eu ainda guardo com muito carinho uma unidade deste DAC que marcou uma época, e parece tão atual como foi naquela época.

audioalchemy002
DAC DDE v3.0, uma lenda cultuada até hoje.

Para a alegria dos fãs da marca, a Audio Alchemy voltou com com tudo, mantendo o mesmo objetivo que fez a sua fama no passado, a de produzir equipamentos acessíveis e de alto desempenho.

Seus novos lançamentos incluem o DDP-1, um amplificador com pré digital, DAC e saída para fones de ouvido, o PS-5, uma fonte externa para ampliar o desempenho do DDP-1, o DPA-1, um amplificador estéreo de potência híbrido (com entradas amplificadas em Classe A e saídas em classe D),  e o amplificador monobloco DPA-1M (também de construção híbrida).
As especificações técnicas de cada produto prometem muito, e os elogios de algumas publicações renomadas confirmam esta expectativa.

Os preços? Vamos lá…

 

DDP-1

3-In-1
Digital Decoding Preamp / DAC / Headphone Amp
Preço (nos EUA): US$ 1.995,00

DDP-1_front_SM (2)

 

DDP-1_back

 

PS-5

Power Supply Upgrade for DDP-1
Preço (nos EUA): US$ 595,00

PS-5_front-resize

 

PS-5_back

 

DPA-1

Stereo Hybrid Digital Power Amplifier
Preço (nos EUA): US$ 1.995,00

DPA-1_front

 

DPA-1_back_SM

 

DPA-1M

Monoblock Hybrid Digital Power Amplifier
Preço (nos EUA): US$ 1.995,00

DPA-1_front

DPA-1M_back_MR

Algumas opiniões:

De Robert Harley (The Absolute Sound)

“Estes novos produtos estão muito longe da Alchemy de outrora, com uma engenharia muito mais avançada, um tratamento de alto nível, e uma interface de usuário excelente. O DDP-1 e DPA-1 trazem um som fantástico e um valor impressionante para a categoria. Como pré-amplificador, o DDP-1 é incrivelmente limpo e transparente. Diferentemente da maioria dos eletrônicos nesta faixa de preço, o DDP-1 não acrescenta nenhum vestígio de dureza eletrônica no timbre dos instrumentos. Nem adiciona opacidade para o palco ou compressão dinâmica. A seção de DAC do DDP-1 é simplesmente sensacional; este nível de qualidade de som seria excepcional em um DAC dedicado de $ 4.000. Clareza, transparência, detalhamento e dinâmica excepcionais definem o desempenho do DAC.

O amplificador estéreo DPA-1 e os amplificadores mono DPA-1M não são menos impressionantes. A ampla dinâmica, excelente controle dos graves e a imbatível sonoridade fazem deles um prazer de serem ouvidos. Além disso, os amplificadores possuem o mesmo nível de clareza e resolução do DDP-1. Além disso, os amplificadores não apresentam as deficiências que eu ouvi em projetos Classe D anteriores. Mesmo no contexto de fontes e alto-falantes de qualidade de referência, era fácil esquecer que eu estava ouvindo eletrônicos que não apresentam preços estratosféricos.

O retorno de Audio Alchemy é uma notícia bem-vinda para aqueles que procuram a mais elevada relação preço/desempenho possível nos eletrônicos da atualidade.”

De Chris Connaker (Computer Audiophile)

“O Audio Alchemy DDP-1 e PS-5 reproduziram uma grande experiência musical na minha sala de audição. Recriando a delicadeza de vocais femininos, a sujeira da guitarra do rock sulista, e entregando a emoção da minha música profunda favorita, o DDP-1 e PS-5 subiram ao topo das suas respectivas categorias de produtos.

De John Bamford (Hi-Fi News & Record Review (UK))

“Se a equipe de projetos da Audio Alchemy estava perseguindo aquela difícil “sensação analógica” para o som do seu DAC /pré-amplificador então certamente atingiram o objetivo… um enorme valor para os ouvintes que procuram um som refinado dentro de um preço sensato.”

De Josep Armengol (HiFiLive Magazine (Espanha))

“[O DDP-1] é o primeiro DAC dos que tenho experimentado cujo som tem sido o meu favorito, facilmente reconhecível e preferível sobre os outros, cada vez que eu tenho comparado: extraordinário, totalmente recomendado.”
Além de outras avaliações não menos empolgadas…

 

Para mais detalhes, visite o site do fabricante:  www.audioalchemy.com/

Veja a avaliação completa da The Absolute Sound aqui:  The Absolute Sound – Review Audio Alchemy

 

audio_alchemy_ddp.png.648x460_q85

 

 

 

 

 

 

3 Comentários em Audio Alchemy – O Retorno

  1. Eduardo,
    Essa grande característica sua de cultuar a qualidade de áudio associada ao preço acessivel tem que ser muito, mas muito reconhecida.
    Meu comentário hoje se resume a parabenizá-lo pelo excelente artigo.

    Grande abraço
    Gilberto

  2. Gilberto,

    É sempre bom encontrá-lo aqui, com suas participações constantes e incentivadoras.
    Obrigado pelas suas palavras.

    Essa preocupação com o preço de um produto deveria ser natural para qualquer consumidor, em qualquer que fosse o produto, ou seja, nem precisaria ser um equipamento de áudio.
    Quem tem muito dinheiro sobrando pode gastá-lo como bem entender, mas existe uma parcela muito grande de consumidores (a maioria) que batalha muito para ganhar o seu dinheiro, e não quer vê-lo desperdiçado.

    O mercado de equipamentos e acessórios de áudio Hi-End virou uma “festa”. Alimentado pelos interesses de muitas publicações ditas “especializadas” criou-se a idéia de que o preço está diretamente ligado ao desempenho de um produto, o que é parcialmente uma verdade, mas não uma regra.

    Muitos produtos agregam o peso de uma grife, o “status” de sua aparência luxuosa ou outros valores que nada somam ao desempenho do produto.
    Mas, se observarmos com atenção, muitas publicações, impressas ou virtuais, sempre atribuem a qualidade de um produto ao seu preço, óbvio que para preservar os seus anunciantes.
    Perceba como você nunca vê um equipamento receber uma qualificação ruim, ou um selo de “não aprovado”, sendo mais comum já de entrada ganharem títulos como “a revolução sonora”, “a referência a ser batida” e outros não menos exagerados, com exceção de algumas raras publicações internacionais.

    É comum vermos também comentários do tipo “qualidade superada só por modelos custando o dobro ou o triplo do preço” em reviews com comentários ainda mais absurdos, onde o avaliador pela centésima vez anuncia que houve um “abismal” aumento do silêncio de fundo que se tornou “sepulcral”. Isso dá a impressão que muitas avaliações antes ouvia-se mais ruído do que som de seu equipamento…

    Mas, estes exageros tendem a supervalorizar o produto, e o consumidor pensa: “se este é melhor que o último testado, tem que custar mais caro”.

    A verdade é que qualidade tem o seu preço, e sabemos isso. Mas, no áudio este panorama muda muito, e o peso comercial ganha muito mais espaço.
    Já cansei de ver equipamentos de menor preço superarem equipamentos caríssimos e de grifes famosas. Algumas publicações sérias no exterior são bem taxativas ao indicarem opções mais econômicas a alguns produtos testados, ou ainda a não recomendar um produto, independente da “força” da marca.
    Infelizmente, aqui a situação é outra. Como são os fabricantes e importadores que enviam os equipamentos para teste e pagam os anúncios, uma crítica desfavorável de um equipamento desmotiva o seu importador ou fabricante a enviar outra unidade para teste, e isso diminui os lucros da publicação com o cancelamento de anúncios.
    Sei disso porque é a condição que me colocam: “ou você fala bem ou não enviamos mais nada”. Lógico que esse tipo de chantagem não me interessa.

    Por essa razão, testo apenas equipamentos que eu compro, pego emprestado com amigos ou que por outra razão passa pelas minhas mãos. E, acredite, tem muita coisa boa por preços bem acessíveis, e é isso que eu tento encontrar e compartilhar com todos aqui no Hi-Fi Planet.

    Obrigado mais uma vez pela sua sempre agradável participação.

    Um grande abraço,

    Eduardo

  3. Grande mestre Eduardo,
    Eu sim é que tenho que lhe agradecer.
    Primeiro pelo retorno da solicitação a respeito do resultado deste teste, com foco particular no M1DAC modificado pelo Luís Flugue.
    Segundo pelas palavras sempre coerentes e imparciais quando envolve um comentário a respeito de qualquer equipamento que você já fez até hoje, aqui e no nosso Clube Hi End, conduta tão importante e saudável para todos os audiofilos que o acompanham.
    E por fim pela cortesia e atenção à minha pessoa que por tudo isso só me faz sentir- me honrado em participar dessa nossa comunidade tão agradavel.
    Go on!
    Grande abraço,
    Gilberto

Faça um comentário